Atualmente, há mais de 140 milhões de pets nos lares brasileiros. O segmento petshop cresce constantemente, desde consultas, cuidados com a beleza, pet sitter até hospedagem.

De acordo com a ABinpet – Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação, desses 140 milhões, 55 milhões são cachorros, aproximadamente 24 milhões são gatos, 19 milhões são peixes, 40 milhões são aves passeriformes canoros ou ornamentais, como as calopsitas. Os outros 2,4 milhões de pets entram na categoria exóticos, que englobam porquinhos da índia, anfíbios, répteis, coelhos, hamsters, aranhas, entre outros.

Os gatos vêm ganhando espaço cada vez mais. Sua população dobrou nos últimos seis anos, em relação à se cachorros. O número de cães no período teve um aumento de 3,8%, enquanto a dos felinos cresceu em 8,1%.

 

A relação entre animais e homens

Estudos revelam que a relação entre animais e homens se iniciou no fim da Era Glacial. Cerca de 100 mil anos, os lobos mais mansos e os humanos deram início a amizade que se pronloga até hoje – entre cães e homens.

A presença dos gatos na humanidade é mais recente e data de 4 mil anos. Nas margens do Rio Nilo, populações nômades viviam, e os felinos passaram a fazer a parte de suas vidas. A razão era mais prática do que emocional. Para proteger os celeiros da invasão de roedores, esse povo se aproximou dos gatos para colocar em risco o estoque de grãos.

Após milhares de anos, o relacionamento entre animais e seres humanos sofreu várias transformações. Até décadas atrás, os cachorros dormiam fora das residências, em casinhas de madeira e se alimentavam de restos de comida. Atualmente, esse tipo de tratamento pode ser considerado negligência e até maus-tratos.

 

Mercado de PetShop no Brasil

Os animais de estimação ou pets foram elevados ao status de “membros da família” e movimentam o mercado de petshop global de 130 bilhões de reais anualmente.

Segundo o Instituto Pet Brasil – IPB, o crescimento da população de pets no Brasil teve um impacto significativo na economia do país. O faturamento do mercado de petshop em 2019 foi superior a 35 bilhões de reais e coloca o Brasil como segundo maior mercado de pet no mundo, ficando atrás somente dos Estados Unidos.

Em 2020, com a pandemia causada pelo Covid-19, mais de 70% dos pets shops tiveram seu faturamento reduzido em quase 38%. Mesmo assim, o segmento se manteve atrativo e novas oportunidade surgem de forma constante.

 

Diversificação dos petshops

Os petshops estão cada vez mais diversificados. Além de rações para diferentes raças, tipos de pelagem, portes, faixas etárias, há vários produtos como: caixa de transporte, roupas, comedouros, brinquedos, acessórios, produtos estéticos, medicamentos, produtos de limpezas, entre outros. Muitos deles são ecommerce, em que é possível reduzir ainda mais os custos.

Além disso, muitos petshops mantêm em seus estabelecimentos consultório ou clínicas de atendimento de animais. Em geral, esses espaços atendem exclusivamente cães e gatos, mas há vários especialistas que atendem animais exóticos e silvestres. Nesse campo de atuação há também uma variedade de serviços, que vão desde consultas de rotina, a tratamentos específicos como dermatologista, oncologistas, odontologias, nutrição, acupuntura, cirurgias eletivas como castração, entre outros.

Muitos petshops oferecem também o serviço de banho e tosa para facilitar a vida dos tutores. Esse serviço é um dos mais complexos que nos animais, pois depende da raça, idade, porte, condição psicológica. É preciso ter muito zelo e cuidado com o animal para que os clientes retornem ao estabelecimento.

O combo ofertado pelos petshops – compras, cuidados de beleza e higiene e atendimento médico, torna esse mercado tão interessante e rentável.

 

Muito além do petshop

O mercado de pets inclui diversos serviços. Além dos petshops, há diversas áreas de atuação dentro desse segmento. As principais são:

Adestrador – profissional responsável por adestrar cães

Pet care – serviço que inclui serviços de belezas, estética e higiene no animal como corte de unhas, gromming, limpeza de orelhas, massagens, banhos aromatizados, etc.

Dog walker – profissional que tem a função de caminhar com os cães diariamente. Sendo pesquisa da Universidade de Massachusetts revelam que 40% dos donos de cães os levam para passear.

Hotelaria – Estabelecimentos que hospedam cães e gatos, com instalações adequadas para cuidar dos pets.

Pet sitter – Profissional que cuida de pets, incluindo os animais exóticos, no caso de viagem dos donos.

Pet food – Empresas que trabalham no ramo da alimentação naturais composta de carnes e vegetais para carnes e gatos.

Diante de tantas áreas de atuação no mercado de pets, é importante contar com um sistema de gestão de qualidade, que otimiza tempo e reduz costas. Para saber mais sobre o Software Atende Smart PetShop, clique aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagram

Whatsapp
Agilize seu atendimento!
Fale com um de nossos consultores via Whatsapp